Serviços SEO e Ações em Marketing Digital

Marketing Digital

Podemos começar com a criação de uma página na Web, uma fanpage no Facebook, um perfil no Twitter ou no Linkedin e por aí vai. O passo seguinte é a busca pelo aumento de tráfego no seu site, seja pela implementação de estratégias de SEO (Search Engine Optimization – Otimização de Sites nos Mecanismos de Busca) ou através de Links pagos no Google Adwords ou no Facebook Ads. A conversão desse visitante em uma pessoa interessada (Lead) se dá quando é capturado algum ponto de contato com esse cliente. Quando o cliente deliberadamente dá informações pessoais que pode começar apenas um por um e-mail a partir da assinatura de uma newsletter ou do seu blog (iscas digitais). Durante esse processo diversas outras informações do comportamento podem ser capturadas tais como qual a palavra de busca que ele utilizou para chegar à sua página, que página ele acessou primeiro, onde ele clicou, entre muitas outras. Tudo isso pode ser utilizado posteriormente para facilitar você a ser achado e ganhar a confiança desse futuro cliente. A partir de todos esses dados podemos calcular de forma bastante efetiva a taxa de retorno do investimento em marketing (ROI), já que todo o processo pode ser auditado a partir de relatórios bem detalhados e precisos – quantas visitas em geral, quantas visitas se transformaram em Leads, quantas Leads viraram clientes, qual o valor investido, qual o valor por aquisição de um cliente, por um clique no link do site de busca do Google, etc.

5 Ações de marketing digital simples, mas importantes
1 – Ser minimalista ao máximo

Se esteve atento às mudanças que ocorreram nos últimos anos, provavelmente já reparou que a tendência é para tornar as interfaces cada vez mais simples e intuitivas. Minimalismo é um conceito a ter em conta, especialmente quando nos entusiasmamos com um projeto e queremos incluir tudo e mais alguma coisa. Se tiver dúvidas, use as grandes marcas como referência e verifique como gigantes como a Apple e Google têm apostado num design clean, capaz de refletir a identidade da marca. Parece simples, mas nem sempre é fácil.

2 – As pessoas não lêem: passam os olhos

A forma como as pessoas consomem informação tem vindo a mudar ao longo dos anos. Com o aparecimento da Internet e a multiplicação dos conteúdos disponíveis, há a tendência para que as pessoas se tornem muito selectivas naquilo que lêem. Primeiro é preciso convencê-los de que o conteúdo vale a pena e depois dar uma resposta clara. Uma vez dentro do conteúdo, as pessoas tendem a fazer um scroll rápido em busca daquilo que realmente procuram.

3 – Destacar aquilo que realmente importa

Um design apelativo é fundamental para cativar a atenção do internauta, mas não basta. Na altura de escrever o textos, garanta que a informação está facilmente acessível e que os dados mais importantes se destacam de tudo o resto. Uma técnica simples é usar negritos, colocar links e apostar em imagens. Os textos não devem ser demasiado longos, deve utilizar subtítulos e, acima de tudo, não se ponha com rodeios. Se preferir, pode também usar sumários.

4 – Usar a audiência para espalhar a sua mensagem

Uma das vantagens que não devemos deixar passar ao lado é o facto de que, a cada minuto, milhões de publicações são partilhadas, “gostadas” e comentadas nas redes sociais. A própria audiência assume-se como um mensageiro, interessada em partilhar artigos que sejam engraçados ou que lancem sérios debates entre os seus contactos. Basicamente, toda esta interatividade acontece quando o público se sente emocionalmente próximo do conteúdo.

Ora, o conteúdo tem de ser excitante e tem de se destacar entre as dezenas de publicações que lutam pela atenção dos utilizadores das redes sociais. Seja direto e claro nos títulos, crie relevância nas descrições e garanta uma partilha dos seus conteúdos antes mesmo que um utilizador abra o link para ver se o conteúdo corresponde de facto àquilo que propõe.

5 – Contar uma história

Experimente, da próxima vez que elaborar um artigo, focar-se na sua história em vez de dar atenção a um produto, funcionalidade e características associadas a tal item. As pessoas são ávidos por conhecimento e por novas histórias. Crie uma que faça eco, que consiga a interação do público e apele às emoções da audiência. Pegue num caderno e comece a delinear a mensagem que quer fazer chegar à audiência e a história que quer usar para que isso aconteça. Depois é só deixar o processo fluir naturalmente.

Serviços